ANÁLISE DE MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS E DO PROCEDIMENTO EMPREGADO PARA RECUPERAÇÃO ESTRUTURAL DE UMA EDIFICAÇÃO HISTÓRICA. ESTUDO DE CASO – MUSEU DA RAMPA, NATAL/RN

Rafaella Fonseca da Costa, Bruma Morganna Mendonça de Souza, Sansara Félix Pereira, André Augusto Nóbrega Dantas, Samyr Augusto da Silva Nascimento

Resumo


O Museu da Rampa, localizado no município de Natal no estado do Rio Grande do Norte, foi idealizado com o propósito de resgatar o contexto histórico sob o qual a edificação da Rampa esteve inserida na primeira metade do século XX, ao servir de base militar norte-americana durante a Segunda Guerra Mundial. A construção apresentava sua estrutura comprometida em virtude de severos danos causados pela corrosão das armaduras e pela degradação do concreto; estes problemas foram promovidos majoritariamente por baixas espessuras de cobrimento, e potencializados pela agressividade marinha do ambiente. Nos últimos anos, houve uma mobilização governamental para manter a estrutura original, inserida na atual construção do Centro Cultural Rampa. Para reparar as manifestações patológicas e restaurar e assegurar a segurança, a funcionalidade e a vida útil do museu, foi realizado o posicionamento de armaduras de complementação, seguido de revestimento com graute. O presente trabalho objetivou avaliar as manifestações patológicas detectadas e as suas respectivas soluções para a recuperação efetiva dos elementos estruturais desta edificação histórica.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, L.A., RAMOS, T.F.B. & DIÓGENES, A.G. Manifestações patológicas em edificação centenária no município de Granja-CE: um estudo de caso. In:13º Congresso Internacional sobre Patologia e Reabilitação de Estruturas. Crato, URCA, 2017. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6118: Projeto de estruturas de concreto – Procedimento. 3 ed. Rio de Janeiro, 2014. 238 p.

CL ENGENHARIA E URBANISMO (Natal). Projeto de reforma e restauro: Museu da Rampa. Natal: S.l., 2014. Detalhes dos reforços utilizados para a recuperação das estruturas do Museu da Rampa.

CORREA, M.I.F. Implantação de programas de manutenção preventiva e corretiva em estruturas de concreto armado. In: 9º Congresso Internacional sobre Patologia e Reabilitação. João Pessoa, IFPB, 2013. Disponível em: . Acesso em 14 de maio de 2018.

FERREIRA, R.M. Avaliação dos ensaios de durabilidade do betão. 2000. 246 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Civil, Universidade do Minho, Guimarães, 2000. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2018.

FIGUEIREDO, E. P. & MEIRA, G. Corrosão das armaduras das estruturas de concreto. In: BRASIL, Alconpat. Boletim Técnico. Mérida: Alconpat Internacional, 2013. Disponível em: .Acesso em: 01 abr. 2018.

FUNDAÇÃO RAMPA (Natal). Por que "Rampa"? 2018. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2018.

GONÇALVES, E. A. B. Estudo de patologias e suas causas nas estruturas de concreto armado de obras de edificações. 2015. 157 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: . Acesso em: 01 abr. 2018.

GOOGLE. Google Maps. 2018. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2018.

HELENE, P.R. Corrosão de armaduras para concreto armado. São Paulo: Pini, 1986.

_____. Vida Útil das Estruturas de Concreto. In: Congresso Ibero Americano de Patologia das Construções, 4, Congresso de Controle da Qualidade, 6, 1997, Porto Alegre. Porto Alegre: CON PAT-97, 1997. v. 1, p. 1-30.

LAPA, J.S. Patologia, recuperação e reparo das estruturas de concreto. 2012. 56 f. Monografia (Especialização) - Curso de Engenharia Civil, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2018.

MEIRA, G.R. Corrosão de armaduras em estruturas de concreto. João Pessoa: IFPB, 2017.

OLIVARI, G. Patologia em Edificações. 2003. 95 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia Civil, Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, 2003. . Acesso em: 14 maio 2018.

SANTOS, M. R. G. Deterioração das estruturas de concreto armado – Estudo de caso. 2012. 122 f. Monografia (Especialização) - Curso de Engenharia Civil, UFMG, Belo Horizonte, 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2018.

SILVA, M.A.R., LIMA, E.E.P. & SILVA, J.R.PJ. Ataques de cloretos em concreto armado: causas, efeitos e técnicas mais utilizadas para diagnóstico, terapia e recomendações de profilaxia. In: 13º Congresso Internacional sobre Patologia e Reabilitação de Estruturas. Crato, URCA, 2017. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2018.

SOUZA, V.C.M & RIPPER, T. Patologia, recuperação e reforço de estruturas de concreto. São Paulo: Pini, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DOS AUTORES.