ACESSIBILIDADE EM BIBLIOTECAS: PROPOSIÇÃO DE SOLUÇÕES EM PROJETO COM FOCO NA CORREÇÃO DE BARREIRAS ARQUITETÔNICAS

Hellen Tiemi Hoshino, Hugo Sefrian Peinado

Resumo


Acessibilidade é a garantia da possibilidade de utilizar os lugares, como edificações e equipamentos urbanos, com autonomia e segurança. Em específico aos equipamentos urbanos, destaca-se a biblioteca como um equipamento de grande importância no que diz respeito à integração e inclusão de todos no ambiente de ensino. Nesse contexto, a presente pesquisa teve como objetivo identificar as barreiras arquitetônicas presentes em uma biblioteca de uma instituição de ensino pública da cidade de Maringá-PR e propor adequações em projeto frente aos parâmetros da ABNT ABNT NBR 9050:2015 e da NBR 16537:2016. Para tanto, a pesquisa iniciou-se a partir de uma revisão bibliográfica, seguida por duas etapas de pesquisa de campo, nas quais foram identificadas as barreiras arquitetônicas da biblioteca. A primeira etapa de campo se deu com o acompanhamento de pessoas com necessidades especiais e, na segunda etapa, os projetistas fizeram visita à biblioteca utilizando cadeira de rodas, para identificar com maior facilidade as barreiras. As principais barreiras identificadas no edifício foram: a falta de sinalização com piso tátil-visual; portas com dimensões e sinalização inadequadas; mobiliário com dimensões incorretas, locados em lugar incorreto e não sinalizados; falta de equipamentos, mobílias e layout adequados na sala de informática; sanitários inadequados; falta de materiais em braille;  escada e elevador com sinalização inadequada; e ausência de locais de estudo corretos. A partir da identificação das barreiras, foram propostas soluções possíveis de serem aplicadas de modo a garantir um ambiente acessível.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M. S. A; PACHECO, M. L; FARIAS, S. S. P. 2011. Pessoas com deficiência rumo ao processo de inclusão na educação superior. Disponível em: . Acesso em: 15 de maio de 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro, 2015.

______. NBR 16537: Acessibilidade – Sinalização tátil no piso – Diretrizes para elaboração de projetos e instalação. Rio de Janeiro, 2016.

______. NBR 9284: Equipamento Urbano. Rio de Janeiro, 1986.

EMMEL, E.M. G; CASTRO, C.B. Barreiras arquitetônicas no campus universitário: o caso da UFSCAR. In: MARQUEZINI, M. C. et al. (Org.). Educação física, atividades lúdicas e acessibilidade de pessoas com necessidades especiais. Londrina: UEL, 2003. p.177-183.

GIACUMUZZI G; MORO, E. L. S. Acessibilidade arquitetônica em diferentes tipologias de bibliotecas. RBBD. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 10, ago. 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 de agosto de 2018.

OLIVEIRA, E.T. G. Acessibilidade na Universidade Estadual de Londrina: o ponto de vista do estudante com deficiência. 2003. 187p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2003.

MAZZONI, A. A; TORRES, E. F; OLIVEIRA, E. F; ELY, V. H. M. B. Aspectos que interferem na construção da acessibilidade de biblioteca universitárias. Scientific Electronic Library Online. 2001, maio/ago. 2001.

MORAES, A. F; GOUDARD, B; OLIVEIRA, R. Reflexões sobre a cidade, seus equipamentos urbanos e a influência destes na qualidade de vida da população. Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis, Florianópolis, v. 5, nov. 2008. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/interthesis/article/view/4984>. Acesso em: 06 de agosto de 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DOS AUTORES.