PRODUÇÃO DE CONCRETO SEM FUNÇÃO ESTRUTURAL ATRAVÉS DA INCORPORAÇÃO DE ESCÓRIA DRY-PIT E RESÍDUO DE BENEFICIAMENTO DE ROCHAS ORNAMENTAIS.

Lucas Carvalho da Silva, Débora Frasson Costa, Poline Fernandes Fialho

Resumo


A quantidade de resíduos sólidos gerados pelas atividades industriais tem crescido em escala mundial e ambiental, representando globalmente, milhões de toneladas anuais. Assim, a reutilização de subprodutos industriais se apresenta como alternativa de produção de materiais de construção e processos construtivos mais sustentáveis. Esta pesquisa, visa verificar a viabilidade técnica da utilização de resíduos industriais, a exemplo, a escória bruta de alto forno (Escória dry-pit) e o resíduo de beneficiamento de rochas ornamentais (RBRO) como substituto dos agregados naturais e adição sobre a massa de cimento, respectivamente, para produção de concreto sem função estrutural. As amostras de escória dry-pit foram disponibilizadas por uma siderúrgica do município de Serra/ES, enquanto a de RBRO foi fornecida por uma empresa de beneficiamento localizada no município de Nova Venécia/ES. Os materiais foram caracterizados por análises físicas e mineralógicas. Foram produzidas três misturas de concreto para avaliação das propriedades no estado fresco por meio da massa específica e abatimento do tronco de cone e no estado endurecido através do ensaio de resistência à compressão axial nas idades de 7, 28 e 91 dias. Os resultados encontrados não atenderam ao objetivo da pesquisa, visto que o agregado fornecido possui granulometria fora dos limites estabelecidos pelas normas, fator este que pode ser uma variável de restrição ao seu emprego, sendo necessário prévio beneficiamento para possível utilização como insumo para construção civil.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, M. S. Estudo das características e da viabilidade do uso de resíduos gerados no polimento de rochas graníticas como adição em concretos. 2008. 132 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Escola de Engenharia. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

ANDRADE, J. J. O., TUTIKIAN, B. F. Resistência Mecânica do Concreto. In: ISAIA, G. C. (Ed.). Concreto: Ciência e tecnologia. 1.ed. São Paulo: Ibracon, 1.v, v.7, p. 233-260. 2011.

ARCELORMITTAL TUBARÃO. Estudos com escória dry-pit: Geração [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por lucascarvalhodasilva36@gmail.com em 21 Ago. 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ROCHAS ORNAMENTAIS. Balanço das exportações e importações de rochas ornamentais em 2016. Brasil, 2017. Disponível em: < http://www.ivolution.com.br/mais/fotos/6/17/4062/Informe_01_2017.pdf >. Acesso: 18 mar 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5738 – Concreto –Procedimentos para moldagem e cura de corpos-de-prova. Rio de Janeiro, 2003.

_____. NBR 5739 – Concreto – Ensaios de compressão de corpos Cilíndricos. Rio de Janeiro, 2007.

_____. NBR 7211 – Agregados para concreto - Especificações. Rio de Janeiro, 2009.

_____. NBR 8953 – Concreto para fins estruturais – Classificação pela massa específica, por grupos de resistência e consistência. Rio de Janeiro, 2015.

_____. NBR 9776 – Agregados – Determinação da massa específica de agregados miúdos por meio do frasco de Chapman. Rio de Janeiro, 1987.

_____. NBR 9833 – Concreto fresco – Determinação da massa específica, do rendimento e do teor de ar pelo método gravimétrico. Rio de Janeiro, 2009.

_____. NBR 10004 – Resíduos sólidos Classificação. Rio de Janeiro, 2004.

_____. NBR 11579 – Cimento Portland – Determinação da finura por meio da peneira 75µm (nº 200). Rio de Janeiro, 1991.

_____. NBR 12655 – Concreto de cimento Portland – Preparo, controle e recebimento – Procedimento. Rio de Janeiro, 2006.

_____. NBR NM 23 – Cimento Portland e outros materiais em pó - Determinação da massa específica. Rio de Janeiro, 2000.

_____. NBR NM 45 - Agregados - Determinação da massa unitária e do volume de vazios. Rio de Janeiro, 2006.

_____. NBR NM 46 - Agregados - Determinação do material fino que passa através da peneira 75µm por lavagem (material pulverulento). Rio de Janeiro, 2003.

_____. NBR NM 51 – Agregado graúdo – Ensaio de abrasão “Los Angeles”. Rio de Janeiro, 2000.

_____. NBR NM 53 - Agregado graúdo - Determinação de massa específica e massa aparente. Rio de Janeiro, 2009.

_____. NBR NM 67 – Concreto – Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone. Rio de Janeiro, 1998.

_____. NBR NM 248 - Agregados - Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro, 2009.

ARRIVABENE, L. F. Uma contribuição ao estudo de utilização da escória bruta e granulada de alto forno para a produção de concretos. 2000. 205 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2000.

BABU, J.S; MAHENDRAN, N. Experimental studies on concrete replacing fine aggregate with blast furnace slags. International journal of engineering trends and technology [IJETI], Dindigul, Índia, Apr. v. 10, n. 8, p. 387-389, 2014.

COELHO, M. A. M.; SILVA, M. G.; SOUZA, F. L. dos S.; SARMENTO, R.; ZANDONADE, E.; MORIMOTO, T.; HELMER, J. L. Bloco de Concreto Tipo Quebra-Mar com Escória de Alto-Forno Ativada Quimicamente. Tecnologia em Metalurgia e Materiais (São Paulo), v. 5, n.3, p. 186-191, jan-mar. 2009.

DAL MOLIN, D. C. C., Adições Minerais. In: CONCRETO: CIÊNCIA E TECNOLOGIA. 1 ed. São Paulo: IBRACON, v.1, 2011. 1946 p.

DEGEN, M. K. Avaliação de desempenho mecânico e de durabilidade em concretos produzidos com resíduo de beneficiamento de rochas ornamentais tratado termicamente (RBROTT). 2017. 125 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.

EL-DIDAMONY, H., AMER, A. A., EL-SOKKARY, T. M., EL–AZIZ, H. B. Effect of substitution of granulated slag by air-cooled slag on the properties of alkali activated slag. Ceramics international. Egito, n. 39, p. 171-181, 2013.

GONÇALVES, J. P. Utilização do Resíduo de Corte de Granito (RCG) como Adição para Produção de Concretos. 135p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Universidade Federal do Rio Grande so Sul. Porto Alegre, 2000.

GONÇALVES, J.; MOURA, W.; DAL MOLIN, D. Avaliação da influência da adição do resíduo de corte de granito (RCG), como adição, em propriedades mecânicas do concreto. Ambiente Construído. v. 2, n. 1, p. 53-68, 2002.

INSTITUTO AÇO BRASIL. Relatório de sustentabilidade. Brasil, 2016,14p. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2017.

JOHN, V. M. Reciclagem de resíduos na construção civil: Contribuição para metodologia de pesquisa e desenvolvimento. 2000. 113 f. Tese (livre docência) Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia da Construção Civil, São Paulo, 2000.

METHA, P. K.; MONTEIRO, P. J. M. Concreto: microestrutura, propriedades e materiais. 3 ed. São Paulo. IBRACON, 2008.

MOREIRA, C. C. Características e desempenho da escória de alto forno como agregado para utilização em camadas granulares de pavimentos. In: 37ª Reunião anual de pavimentação e 11º Encontro nacional de conservação Rodoviária. 2006, Goiânia/Go. [Trabalho apresentado]. Disponível em:< http://www.solocap.com.br/trabalhotecnico 002.pdf>. Acesso em: 12 jan. 2017

OZBAKKALOGLU, T.; GU, L.; POUR, A.; F. Normal-and high- stength concrets in incorporating air-cooled blast furnace slag coarse aggregates: Effect of slag size and content on the behavior. Construction and Building Materials. Austrália, n. 126, p. 138-146, nov. 2016.

RAO, B. K.; RANI, M. S.; TEJA, A. S. Replacement of natural fine aggregate with air cooled blast furnace slag an industrial by product. International Journal of Engineering Research an Aplications [IJERA], Andhra Pradesh, Índia, Jul. v. 5, ISSUE 7, p. 36-40, 2015.

SADEK, D. M. Effect of cooling technique os blast furnace slag on the thermal behavior of solid cement bricks. Journal of Cleaner Production. Egito, n. 79, p. 134-141, set. 2014.

SADEK, D., EL-ATTAR, M. Development of high-performance green concrete using demolition and industrial wastes for sustainable construction. Journal of American Science 8 [J. Am. Sci. 8], v. 8, n. 4. p.120-131, 2012.

SBRIGHI NETO, C. Agregados Naturais, Britados e Artificiais para concreto. In: ISAIA, G. C. (Ed.). Concreto: Ciência e tecnologia. 1.ed. São Paulo: Ibracon, 1.v, v.7, p. 233-260. 2011.

SOARES, R. B. Contribuição ao estudo da durabilidade de concretos produzidos com a incorporação de resíduo de beneficiamento de rochas ornamentais. 2014. 163 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, 2014.

SOUZA FILHO, F. L. S. A utilização de co-podrutos da siderurgia e da indústria de beneficiamento de rochas ornamentais na produção de tijolos prensados. 2005. 218 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Universidade Federal do Espírito Santos. Vitória, 2005.

WANG, A.; DENG, M.; SUN, D.; LI, B.; TANG, M. Effect of crushed air-cooled blast furnace slag on mechanical properties of concrete. Journal of Wuhan University of technology-mater. Sci. Ed. China. Aug. 2012. V. 27. No 4.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DOS AUTORES.