PROCESSO DE CONCEPÇÃO DE COMPONENTE CONSTRUTIVO: ESTUDO PARA OS BLOCOS VAZADOS CIMENTÍCIOS COM RESÍDUOS EVA

Rodrigo Dias de Almeida Maia, Aluísio Braz de Melo

Resumo


O presente artigo trata sobre o processo de concepção de um componente construtivo, para o qual se toma, como exemplo, o estudo de um novo bloco vazado, que tenha como característica principal a ductilidade. Este pressuposto deve-se à busca pela prevenção da patologia que ocorre nas interfaces entre a estrutura de concreto armado e painéis de cobogós cerâmicos, que se manifesta com fissuração/esmagamento dos cobogós. O processo de projeto perpassa momentos distintos que se fecham em si mesmo, incluindo o desenho inicial, as avaliações e o redesenho do componente. O bloco vazado proposto é cimentício, mas fabricado a partir da reciclagem de resíduos (EVA) da indústria de calçados, como agregados leves substituindo os agregados naturais. Nas avaliações, além dos testes de produção e verificações das propriedades físicas e mecânicas do componente, procurou-se caracterizar experimentalmente a sua maior capacidade de deformação, a partir da comparação entre os comportamentos de dois tipos de painéis, um deles executado com os blocos propostos e outro com cobogós cerâmicos, ambos submetidos à carregamentos verticais. Para isso, os painéis foram instrumentados com transdutores para registrar as deformações durante os testes. Os resultados confirmam que o painel executado com os blocos propostos aceitam maiores deformações antes da ruptura e suportam maiores cargas antes do surgimento das primeiras fissuras. Isto confirma maior ductilidade dos blocos vazados e possibilidade para minimizar as manifestações patológicas nas interfaces estrutura-painel. O bloco redesenhado incorpora aspectos positivos em sua geometria que contribuem o com desempenho mecânico do painel

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DOS AUTORES.