Práxis Educativa

A Revista Práxis Educativa, editada sob a responsabilidade do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado), da Universidade Estadual de Ponta Grossa, tem como objetivo publicar trabalhos que contribuam para o seu campo específico de investigação e que possam servir de referência para outros trabalhos de pesquisa.
 

Imagem para capa da revista

Resultado de imagem para crossref

Notícias

 

Call for papers - Dossier

 

Universidade Estadual de Ponta Grossa

Programa de Pós-Graduação em Educação

Revista Práxis Educativa


Call for papers - Dossier


1 – Title: Young people and activism in (de)construction: socializations and political (in)actions

 

2 – Editors invited:

Miriam Leite (UERJ)

Vitor Sérgio Ferreira (ULisboa)

Valéria Floriano Machado (UFPR)

 

3 - Deadline for submission: from October 30, 2018 to March 31, 2019.

 

4 – Publication date prediction: March to June 2019.

 

5 - Types of texts expected:

- Unpublished papers that fit the theme of the dossier

- Book reviews on the subject of the dossier, published in the last 5 (five) years

 

6 - Justification:

The last decade of the twentieth century was a stage of creative and unexpected political manifestations, which continue to resist and insist until now, on the possibility of alternatives to the so-called Washington Consensus. From the Battle of Seattle to the Arab Spring and student occupations in Latin America, the recent actions of political contestation that count with significant participation of young people and students of different levels of education have been many and diverse.

More individualized and everyday contestation practices also tend to spread among younger generations, as critics and alternatives to the possibilities afforded by neoliberalism in terms of consumption and production, in areas such as food, energy, housing, among many other spheres of lifestyles, such as the slow movement and veganism.

In this context, there is also a large youth group politically disengaged, disinterested in issues related to public life, the common good and political participation, and little or nothing socially mobilized in the face of the new challenges of the global future.

The Young people and activism in (de)construction: socializations and political (in)actions Dossier seeks to contribute to the problematization of this scenario, through the invitation to the academic debate about the socialization processes of these activists, as well as the large number of the young populations who do not engage in such movements and/or adhere to conservative political perspectives.

 The call is for research and theoretical essays of national or international authorship in the field of youth studies, with innovative and relevant contributions in the following themes:

- Processes and contexts of socialization that allow to understand different forms of engagement and/or non-political engagement of young people today;

- Practices, guidelines and motivations of (in)activism and political (in)actions among young people in the contemporary world, with emphasis on forms of agency in online and offline terrains;

 - Innovative and/or critical problematizations of concepts pertinent to theoretical reflection on political (in)activism among young people in the contemporary world, such as socialization, individualization, individuation, subjectivation, subject, agency, decision, protagonism, among others.

Guidelines for authors can be found on the journal’s website:

http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/about/submissions#authorGuidelines

 

Contact: praxiseducativa@uepg.br

 
Publicado: 2018-10-12 Mais...
 

Chamada de artigos e resenhas para Dossiê

 

Universidade Estadual de Ponta Grossa

Programa de Pós-Graduação em Educação

Revista Práxis Educativa


Chamada de dossiê

 

1 – Título: Jovens e ativismos em (des)construção: socializações e (in)ações políticas 

 

2 – Editoras convidadas:

Miriam Leite (UERJ)

Vitor Sérgio Ferreira (ULisboa)

Valéria Floriano Machado (UFPR)

 

3 - Prazo de submissão: de 30 de outubro de 2018 a 31 de março de 2019.

 

4 – Previsão de publicação: março a junho de 2019.

 

5 - Tipos de textos esperados:

- Artigos inéditos que se enquadrem na temática do dossiê

- Resenhas de livros sobre o tema do dossiê, publicados nos últimos 5 (cinco) anos

 

6 - Justificativa: 

A última década do século XX foi palco de criativas e inesperadas manifestações políticas, que seguem resistindo e insistindo, até os dias de hoje, na possibilidade de alternativas ao chamado Consenso de Washington. Desde a Batalha de Seattle, passando pela Primavera Árabe e as ocupações estudantis na América Latina, muitas e diversas têm sido as recentes ações de contestação política que contam com expressiva participação de jovens e estudantes de diferentes graus de ensino.

Práticas de contestação mais individualizadas e cotidianas tendem também a disseminar-se entre as mais novas gerações, como críticas e alternativas às possibilidades concedidas pelo neoliberalismo em termos de consumo e de produção, em áreas como alimentação, energia, habitação, entre muitas outras esferas dos estilos de vida, como, entre outros, podem exemplificar o movimento slow e o veganismo.

Neste cenário, não deixa também de haver uma larga faixa juvenil politicamente pouco empenhada, desinteressada dos temas relacionados com a vida pública, o bem comum e a participação política, e pouco ou nada mobilizada socialmente perante os novos desafios do futuro global.

O Dossiê Jovens e ativismos em (des)construção: socializações e (in)ações políticas busca contribuir para a problematização desse quadro, pelo convite ao debate acadêmico em torno aos processos de socialização dessas/es ativistas, assim como das amplas parcelas das populações jovens que não se engajam em tais movimentos e/ou aderem a perspectivas políticas conservadoras. Interessam pesquisas e ensaios teóricos de autoria nacional ou internacional no âmbito dos estudos da juventude, com contribuições inovadoras e relevantes nas temáticas que se seguem:

- Processos e contextos de socialização que permitam compreender diferentes formas de engajamento e/ou não engajamento político de jovens na atualidade;

- Práticas, pautas e motivações dos (in)ativismos e (in)ações políticas entre jovens na contemporaneidade, com destaque para formas de agenciamento em terrenos online e/ou offline;

- Problematizações inovadoras e/ou críticas de conceitos pertinentes à reflexão teórica sobre (in)ativismo político entre jovens na contemporaneidade, tais como socialização, individualização, individuação, subjetivação, sujeito, agência, decisão, protagonismo, entre outros.

 

As diretrizes para autores podem ser encontradas no site da revista:

 

http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/about/submissions#authorGuidelines

 

 

Contato: praxiseducativa@uepg.br

 

Informações adicionais:

1 – Todas as submissões devem ser feitas no sistema da revista. Artigos enviados fora do sistema não serão avaliados.

 

2 – O processo de avaliação dos artigos e resenhas obedecerá a todos os critérios explicitados no site da revista (Processo de avaliação pelos pares), incluindo a avaliação preliminar sobre a pertinência ou não do artigo ao tema do dossiê.

 

3 – Cuidados especiais devem ser observados pelos autores com relação às questões éticas. Caso a pesquisa que originou o artigo tenha sido revisada por Comitê de Ética, essa informação deve ser mencionada. Caso não tenha sido revisada, o(s) autor(es) devem explicitar no artigo como trabalharam com as questões éticas na pesquisa. Antes de submeter o artigo, o autor(es) deve(m) tomar conhecimento do texto das Diretrizes para autores, das questões éticas da revista e tomar conhecimento do documento do CNPq – Ética e integridade na prática científica (http://www.memoria.cnpq.br/normas/lei_po_085_11.htm), citado nos compromissos éticos da revista.

 

4 – Os autores com textos aprovados (artigos e resenhas) serão orientados com relação à revisão de Língua Portuguesa e dos resumos em Inglês e Espanhol, a qual é feita por empresa indicada pela revista.

 

Diretrizes para Autores (retirado do site da Revista):

a) O artigo ou resenha deverá ser inédito no Brasil.

 

b) O artigo deve representar uma contribuição relevante para o campo específico de investigação, devendo apresentar referencial teórico consistente, argumentação clara e explícita e correção de linguagem. O trabalho precisa evidenciar que possui potencial e consistência suficiente para servir de referência para trabalhos de outros pesquisadores.

 

c) Extensão: os artigos deverão ter de 20 (vinte) a 25 (vinte e cinco) páginas, em espaço 1,5; margens inferior e superior de 2,0 cm e margens direita e esquerda de 2,5 cm; em folha formato A4. As resenhas deverão ter entre 4 a 7 páginas, com a mesma formatação, restritas a livros publicados nos últimos 5 anos.

 

d) Os textos deverão ser redigidos preferencialmente em língua portuguesa. A revista publicará também textos em francês, inglês e espanhol e, nesse caso, os textos deverão ser acompanhados de um resumo em português.

 

e) Os artigos deverão trazer um título que corresponda com clareza à ideia geral do trabalho.

 

f) Resumo: máximo de 10 linhas (150 palavras), contendo informações sobre os objetivos, procedimentos metodológicos, referenciais teóricos e resultados. O resumo deverá apresentar 3 (três) palavras-chave. O resumo deverá ser enviado em língua portuguesa, em inglês e em espanhol.

 

g) No caso de artigos elaborados a partir de dissertações e teses, é necessário indicar o nome e titulação do professor orientador.

 

h) Caso a pesquisa tenha apoio financeiro de alguma instituição, esta deverá ser mencionada.

 

i) Os trabalhos deverão ser submetidos sem identificação de autoria, via sistema de submissão online. Solicitamos aos autores que, ao submeterem o artigo ou resenha, preencham o cadastro completo (metadados).

 

j) As tabelas, gráficos, fotografias e demais imagens serão impressas em preto e branco e, portanto, devem ser encaminhadas nessa configuração. Em todos os casos, deve haver referência aos créditos ou fontes das mesmas.

 

k) As notas bibliográficas deverão seguir as normas da ABNT.

 

Questões éticas:

A Revista Práxis Educativa possui um compromisso com o cumprimento de questões éticas relacionadas aos artigos publicados e ao processo de avaliação e publicação. De modo geral, as decisões e procedimentos éticos baseiam-se nos seguintes documentos:

 

- Resolução CNE nº 466/2012 (Ética na Pesquisa com seres humanos);

- Manual da APA (Editora Penso, 2012);

- Documento do CNPq – Ética e integridade na prática científica (http://www.memoria.cnpq.br/normas/lei_po_085_11.htm);

- Orientações e discussões do COPE – Committee on Publication Ethics. Promoting integrity in research publication (www.publicationethics.org).

 

1 – Quanto aos artigos

- Caso o artigo tenha sido submetido à Comitê de Ética (sistema CEP/CONEP ou outro sistema), solicitamos aos autores que mencionem no corpo do artigo (por exemplo, em nota de rodapé).

- Os editores, na análise preliminar, buscam identificar os cuidados éticos utilizados na pesquisa e solicitam aos avaliadores que também o façam.

 

2 – Quanto a autoria

A revista recomenda que os autores e coautores discutam abertamente a ordem de autoria e os coautores a serem incluídos no artigo. Os autores devem ter em mente o itens 17 e 20 do documento do CNPq (Ética e integridade na prática científica): 17 - Somente as pessoas que emprestaram contribuição significativa ao trabalho merecem autoria em um manuscrito; 20 - Os autores devem ser capazes de descrever, quando solicitados, a sua contribuição pessoal ao trabalho.

 

3 – Plágio e autoplágio

A editoria da revista pode utilizar sistema de programa de controle de plágio, antes de enviar artigos para os avaliadores.

 

Antes de submeter o artigo, os autores devem certificar-se de que todas as ideias de outros autores estão devidamente citadas e incluídas na lista de referências.

 

Com relação ao autoplágio, indicamos que o artigo deve constituir-se em contribuição original e citações de trabalhos anteriores do autor devem ser citadas quando necessárias para a compreensão do artigo inédito no que se refere a teoria ou metodologia (conforme Manual da APA).

 

4 – Processo de avaliação

- Durante o processo de revisão, o artigo submetido é entendido como um documento confidencial (Manual da APA). Os editores e avaliadores não podem citar ou circular cópias dos artigos para nenhum propósito (Manual da APA).

- Só serão avaliados artigos devidamente inseridos no Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER). Do mesmo modo, todos os processos de avaliação só serão considerados válidos se forem realizados via esse sistema.

- Todos os artigos serão avaliados por dois pareceristas. No caso de pareceres contraditórios, serão solicitados outros pareceres.

- As datas de submissão de artigos, data de recebimento da versão final e data de aceite serão extraídas do SEER, sendo vedada qualquer alteração.

- No caso das chamadas de artigos para dossiês, a revista obedecerá todos os itens citados na chamada.

 

 
Publicado: 2018-10-09 Mais...
 

Suspensão do recebimento de novos artigos

 

Informamos que, temporariamente, a Revista Práxis Educativa não está recebendo novos artigos. Tal medida fez-se necessária em virtude do elevado número de artigos que se encontram em avaliação.

 
Publicado: 2018-06-15
 

Práxis Educativa passará a utilizar o iThenticate (Sistema de controle de plágio)

 
A partir de maio de 2017, a Revista Práxis Educativa utilizará o Similarity Check – iThenticate, que é considerado um dos mais adequados e eficientes sistemas de controle de plágio.  
Publicado: 2017-05-08 Mais...
 

Ahead of Print

 

A Revista Práxis Educativa tem a satisfação de disponibilizar artigos e resenhas Ahead of Print para seus leitores. Tais artigos e resenhas encontram-se aceitos e serão publicados nos próximos números da revista. Ressaltamos que podem ocorrer pequenos ajustes entre a versão Ahead of Print e a versão final da revista completa...

 
Publicado: 2017-03-01 Mais...
 

Informações: Práxis Educativa atinge 1.000 citações no google acadêmico

 

A Revista Práxis Educativa atingiu hoje (29/11/2016) 1.000 citações no google acadêmico, conforme pode ser visualizado no perfil da revista no google acadêmico no link IMPACTO na barra da revista.

O índice h da revista é de 15 e o índice i10 é 27.

Isso significa que 15 artigos da revista foram citados, no mínimo, 15 vezes.

O índice i10 indica que 27 artigos receberam, no mínimo, 10 citações.

O google acadêmico é um aspecto que pode ser utilizado para medir o impacto de um periódico ou de um pesquisador.

Não é um índice que consegue reunir todas as citações, uma vez que as referências de muitas teses e dissertações não são contadas nesse sistema.

Além disso, o fato de alguns periódicos usarem o _____ para não repetir o sobrenome do mesmo autor, nas referências, evita a identificação de uma parte significativa de referências.

Continuaremos trabalhando para publicar artigos que possam contribuir para a pesquisa em educação e para compreender a realidade brasileira, latinoamericana e mundial.

 

 
Publicado: 2016-11-29
 

Compatibilidade do site

 

Este site é melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox. Em outros navegadores, podem ocorrer imperfeições gráficas.

 
Publicado: 2012-11-26 Mais...
 
Outras notícias...