A didática na perspectiva histórico-cultural: uma análise dos ENDIPES 2004 e 2006 - Doi: http://dx.doi.org/10.5212/PublicatioHum.v.17i1.069076

Luciana Figueiredo Lacanallo, Diene Eire Oliveira, João Luiz Gasparin, Nerli Nonato Mori

Resumo


A integração entre teoria e prática tem constado da pauta de interesses e discussões na área da educação. A fim de analisar como a Didática vem promovendo essa integração, tomamos como referência os trabalhos do Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino - Endipe - dos anos 2004 e 2006. Sua primeira edição foi em 1982, com a participação de apenas 60 profi ssionais da educação, objetivando revisitar os conteúdos da Didática e Prática e Ensino. Atualmente é um dos maiores eventos do país a discutir a produção científi ca na área de educação. Este artigo pretende identifi car em que medida a perspectiva histórico-cultural tem-se manifestado nos trabalhos dos dois referidos Endipes. Neles têm ganhado força as pesquisas nesta perspectiva, embora o acesso aos seus materiais seja recente no país. Nossa pesquisa busca ainda reconhecer se tais publicações trazem uma orientação pedagógica ao professor, no sentido de intervir na realidade com base nessa linha de ação. O trabalho se justifi ca na medida em que se preocupa com a Didática, enquanto objeto de estudo, que tem como foco a formação de professores em sua multiplicidade de relações, sem perder sua essência e assegurando que a relação entre teoria e prática se consolide. A análise dos trabalhos demonstrou que apenas 4% deles, em média, apresentam orientações metodológicas ou sistematizações para a ação docente. Isso indica que a Didática pode estar deixando em segundo plano a preocupação com a sistematização do trabalho do professor. Portanto, fi ca evidente a necessidade da aproximação entre teoria e prática, a fi m de se criar condições para a estruturação do fazer docente e contribuir, de forma expressiva, com a melhoria do sistema educativo.


Palavras-chave


Didática. Vigotski. Teoria histórico-cultural. Prática pedagógica.

Texto completo:

Artigo


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/publ.humanas.v17i1.1661