Análise cienciométrica da Ordem Rodentia (Mammalia: Erethizontidae) como ferramenta para o delineamento de áreas prioritárias à conservação

Rodrigo Leite Arrieira, Thaís Fernandes Mendonça Mota, Henrique Ortêncio Filho

Resumo


Rodentia  é  a  ordem  de  mamíferos  que  apresenta  o  maior  número  de  espécies, representando  42%  da  biodiversidade  mundial.  No  Brasil  ocorrem  75  gêneros  e  243 espécies, que apresentam grande diversidade em sua morfologia, comportamento, modo  de  vida  e  distribuição.  São  considerados  bons  indicadores  ambientais  e  o  conjunto de  informações  a  respeito  desse  grupo  é  fundamental  para  o  delineamento  de  áreas destinadas  à  conservação.  Entre  os  métodos  aplicados  para  a  avaliação  da  ciência,  as análises  cienciométricas  permitem  avaliar  a  produção  científica  em  uma  determinada área.  Este  trabalho  objetivou  realizar  um  estudo  quantitativo  da  produção  científica sobre a Ordem Rodentia no Brasil e, mais especificamente, no estado do Paraná, entre os  anos  de  2003  e  2012.  O  levantamento  bibliográfi co  foi  realizado  por  meio  do banco  de  dados  publicados  no  sítio  do  “Thomson  Reuters  Web  of  Knowledge”, entre 2003 e 2012, e os trabalhos selecionados foram agrupados de acordo com o ano da publicação, bioma, temas e espécies pesquisadas. Foram identifi cados quatro artigos do estado do Paraná e 154 artigos do Brasil. O ambiente com maior número de publicações foi a Mata Atlântica. A maior parte das pesquisas foi desenvolvida na área de genética, com 31,8%. As principais espécies pesquisadas no período foram Akodon montensis, Akodon cursor e Oligoryzomys nigripes. O levantamento realizado por este trabalho contribui para o conhecimento do estado da arte do grupo e destaca a necessidade de se ampliarem os estudos onde esta ordem ainda não é estudada, para o melhor delineamento de áreas prioritárias à conservação.

Palavras-chave:  Roedores.  Biomas.  Biodiversidade.  Pequenos  mamíferos. Cienciometria.


Palavras-chave


Roedores; Biomas; Biodiversidade; Pequenos mamíferos; Cienciometria

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/publicatio%20uepg.v19i2.5670


O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DOS AUTORES.