A RELAÇÃO TRANSMISSIBILIDADE DA DOENÇA CÁRIE ENTRE MÃES E SEUS FILHOS ADOTIVOS

Marcia Cançado Figueiredo, Isolda Cerqueira Cruz, Page William Caufield

Resumo


Microrganismos denominados “estreptococos do grupo mutans” (S mutans) são os principais responsáveis pelo desenvolvimento da cárie dentária em humanos e colonizam na cavidade bucal de crianças após a irrupção dos pri-meiros dentes. A transmissão ocorre por meio da saliva, sendo a mãe a principal fonte de transmissão para seus filhos. Objetivou-se neste estudo avaliar a relação transmissibilidade da cárie entre 25 pares: mães/filhos naturais (G1) e mães/filhos adotivos (G2). O indice de cárie CPOS modificado foi empregado nos grupos G1 e G2, bem como um questionário fechado sobre os hábitos alimentares praticados pelas mães durante o período da “janela de infec-tividade”. Na avaliação dos genótipos de S. mutans  utilizou-se a técnica da reação em cadeia da polimerase (PCR), como recomendado na literatura. Os resultados mostraram que nos pares mães/filhos adotivos preponderaram genótipos de S. mutans diferentes, sugerindo que a transferência deste microorganismo é mesmo materna. Como resultados observou-se que  a transmissibilidade deste microrganismo por meio dos hábitos alimentares não diferiu muito, obviamente que apenas as mães naturais amamentaram seus filhos no seio. O índice de cárie dos filhos adotivos foi baixo (< 25% de superfícies cariadas) o que permite concluir que a mãe é a principal fonte de transmissão do S. mutans, uma vez que os filhos adotivos possuiam cepas de S. mutans  diferentes aos de suas mães adotivas. Esse fato pode justificar esta baixa prevalência de cárie presente nas crianças adotivas. Como buscamos a prevenção da doença cárie,  por que não sugerir a introdução de cepas não-maternas de S. mutans  e/ou outras não cariogênicas que sejam menos virulentos antes do início da irrupção dos primeiros dentes decíduos na cavidade bucal de um bebê?  

Palavras-chave: transmissibilidade da doença cárie, microorganismos cariogênicos, filhos adotivos - mães


Texto completo:

Artigo


DOI: http://dx.doi.org/10.5212/publicatio%20uepg.v11i1.406


O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DOS AUTORES.