"NO DIA EM QUE CHEGAMOS": A MEMÓRIA DOS MIGRANTES NA CIDADE DE SARANDI-PR

Fellipe Luiz Totoro Ognibeni, Fernando Botton

Resumo


A estudo da história de uma cidade perpassa pela busca da memória coletiva de seus habitantes que transformam a cidade em algo mais que uma mera coleção de prédios, dessa forma entender a história de Sarandi-Pr, exige que se contextualize e cidade na realidade da frente pioneira no norte Paraná, fenômeno ocorrido na primeira metade do século XX, e posteriormente a busca pelos elementos da memória dos primeiros habitantes, a partir da história oral, desvenda-se aspectos e elementos da memória dos habitantes mais antigos da cidade de Sarandi-Pr, e os embates na memória desse grupo frente ao discurso dominante frente a colonização do Norte do Paraná, bem como, aspectos sociais dessa comunidade na sua forma que seus membros tem de se relacionar de se relacionar.


Palavras-chave


Sarandi; História Oral; Memória

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários