“DEUS, PÁTRIA E FAMÍLIA”: OS INTEGRALISMOS DE PLÍNIO SALGADO E ANTÓNIO SARDINHA

Milena Santos Mayer, Carmencita Ditzel

Resumo


Este trabalho se propõe a analisar as obras de Plínio Salgado e António Sardinha, ambos teóricos do movimento político-cultural denominado Integralismo. Trata-se de um estudo comparado entre as temáticas que abordam, de acordo com as peculiaridades de seus países de origem. Através da metodologia de Análise de Conteúdo, proposta por Laurence Bardin, pretende-se compreender os princípios fundamentais da obra desses teóricos, bem como os seus textos inspiravam o movimento integralista em Portugal e no Brasil. O ano de 1914 é marcado pelo início das atividades do Integralismo Lusitano, com o lançamento da revista A Nação Portuguesa, da qual António Sardinha foi diretor. Já no Brasil, podemos destacar o Manifesto de Outubro, publicado em 1932, fruto da fundação da Sociedade de Estudos Políticos e da Ação Integralista Brasileira, sendo Plínio Salgado seu idealizador e principal expoente.

Texto completo:

PDF