REZAR E BENZER: RITUAIS SAGRADOS E IDENTIDADE ÉTNICA EM PRUDENTÓPOLIS – PR (1990-2012)

Maria Inêz Antonio Skavronski

Resumo


Esta pesquisa se propõe a estudar e compreender o sentido e as representações da religiosidade dos descendentes de ucranianos do Município de Prudentópolis, na perspectiva da História Cultural, em destaque, as cerimônias e festividades religiosas marcadas pelos rituais de bênçãos, que ocorrem durante o calendário litúrgico da Paróquia de São Josafat do Rito Bizantino Ucraniano. Optou-se como corte temporal o período de 1990 a 2012, devido o início das traduções dos rituais de bênçãos e da liturgia ucraíno católica do idioma ucraniano para o idioma português. Esses rituais são preservados e usualmente praticados como forma de sociabilidade e de reafirmação da identidade étnica entre os descendentes de ucranianos, expressando assim, suas crenças e devoção, fortemente carregadas de simbologia e significados. Símbolos, cantos, celebrações e rituais de bênçãos da água, da casa, das velas, dos ramos, dos alimentos, dos falecidos, dos frutos, das flores, das lavouras e das colheitas, que ocorrem em dias por eles considerados santificados, fazem parte de um conjunto de concepções herdadas pelos descendentes de ucranianos. Objetiva-se então, analisar como são representadas essas práticas religiosas tornando-as compreensíveis e visíveis, através de um novo olhar sobre essa religiosidade que contribui para a existência de uma relação de pertencimento e de identidade entre eles.


Palavras-chave


Religiosidade; Identidade; Representações; Descendentes de Ucranianos.

Texto completo:

PDF